Esta semana fiz aniversário, 59 anos bem vividos! E claro quis compartilhar a minha reflexão sobre o assunto com você. Quero continuar caminhando olhando para o futuro, mas principalmente olhando para o que passou e compreendendo o valor de todo aprendizado do caminho. Compreendendo que as pedras e obstáculos foram de imensa contribuição para a construção da serenidade de hoje, serviram de pavimento firme para passos seguros e cada vez mais confiantes. Compreendendo que tudo na vida é passageiro e só tem um propósito: ensinar!

Aprendi que como na natureza, após a tempestade vem a bonança. Que para viver em paz não preciso me comparar com ninguém, apenas comigo mesma. Ao faze-lo percebi que amadureci a cada queda e a cada recomeço me tornei mais humilde e menos orgulhosa. Aprendi que dar e receber são os dois lados de uma mesma moeda. Um não caminha sem o outro. O equilíbrio entre dar e receber permite o fluxo natural da vida acontecer.

Que a minha liberdade conquistada só acontece a partir da liberdade que concedo. Parafraseando Gandhi eu sou a liberdade que quero ver no mundo. E que só a verdade me liberta. Conhecendo a verdade ela me liberta! E que ser verdadeira é ser quem eu sou de fato e não o que eu gostaria de ser. Compreender isso me trouxe imensa liberdade porque iniciei um lindo processo de aceitação das minhas fraqueza e fortalezas. Estou aprendendo a me amar como sou. Um ser único, portanto com necessidades únicas e um valioso potencial.
Hoje quero comemorar o tempo vivido com a certeza da importância de cada momento PRESENTE. Viver cada momento ouvindo e seguindo meu coração que sempre me indica o melhor caminho.

E por falar em tempo deixo com vocês a reflexão do nosso querido Mário Quintana:

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal…
Quando se vê, já terminou o ano…
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado…
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas…
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo…
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.”

Grande abraço e toda minha gratidão por mais esta oportunidade de estar aqui e agora e compartilhar com você minha reflexão.


Rouse Marrie

Eu sou Rouse Marrie, Naturóloga, Especialista em Plantas Medicinais, Aromaterapia e Cromopuntura, Praticante de EMF Balancing Technique, Reiki e Leitora de Registros Akáshicos. Acredito firmemente na capacidade evolutiva do Ser Humano: não existe retrocesso. Às vezes damos um passo à frente e parece que damos dois para trás, mas é com estes passos que construimos a caminhada das nossas Almas. Se você sentir em seu coração que quer fazer esta caminhada com Amor, não hesite! Venha conosco!

fabianadalcol · 31 de julho de 2015 às 14:05

É verdade! Gostei do seu post!
https://mudeefaca.wordpress.com/

Vamos comentar

%d blogueiros gostam disto: